Mês: agosto 2014

10 dicas úteis para escolher cortinas

Oi pessoal!! Recebi alguns emails sobre dúvidas de como escolher cortinas. As maiores perguntas foram sobre cortinas em quartos e salas. Como o mercado apresenta vários tipos de tecidos e diversas opções de cores, é realmente uma tarefa bem difícil para escolher e falar: é esta a cortina ideal! Bom, mas antes da compra da cortina é preciso saber alguns truques. Espero ajudar vocês.

O mercado é cruel! Olha quanto tecido lindo por ai!

Dica 1
Medir bem a largura e altura da janela. Eu sempre sugiro uma folga de tecido para a cortina ficar bem cheia e não faltar pano nas laterais. Exemplo: Se a janela tem a largura de 3 metros, pode deixar uma folga de 20 cm para cada lado. Peça sempre esta folga para as empresas que forem instalar as cortinas.

 Dica 2
Utilizar o gesso como elemento para esconder o trilho da cortina. Sendo este um ítem pensado ainda em obra, mas garante um ótimo acabamento no ambiente. É o que nós arquitetos chamamos de Cortineiro. Que é um acabamento com largura e rebaixo do gesso de aproximadamente 15 cm, onde o trilho da cortina fica embutido. O cortineiro é bem vindo para muitos ambientes como quarto, sala, cozinha…

Dica 3
Atenção para luminosidade das laterais das janelas. Caso a janela seja da mesma extensão do ambiente, às vezes fica difícil controlar a quantidade de luz nas laterais. Neste caso, uma barra em gesso pode atuar como uma proteção e bloquear a luz lateral do ambiente. Uma barra de 10 cm já soluciona o problema. Este problema também ocorre às vezes em persianas tipo rolô, painel e romana.

Dica 4
Saber se sua janela tem muita incidência de luz, ou seja, se entra muito sol. Neste caso, será preciso pensar em um bloqueio solar, utilizando mais de uma camada de tecido para obter um bom resultado. Normalmente, um forro grosso como o black-out é o ideal para compor a primeira camada. Hoje temos opções para black-out com tecidos mais elaborados e mais leves. Eu sempre recomendo black-out para quartos,pois ajuda na qualidade do sono, deixando o ambiente mais escuro e fresco.

Dica 5
A segunda camada da cortina pode ser um tecido mais leve e decorativo, sendo aqui a melhor parte. Neste caso pode ser um tecido voil, renda, seda, palha, linho…Tudo vai depender dos elementos presentes no ambiente.


Olha esse tecido que legal! Pode ficar muito interessante, até mesmo com um black out como primeira camada.

Dica 6
Utilizar Varões como acabamento. Uma das sustentações mais práticas e fáceis, pois o varão é fixado direto na parede e pode ser encontrado em diversos acabamento como: cromado, madeira e pintado com tintas. Neste caso, para obter o tamanho certo do varão tire a medida da janela e deixe uma folga de aproximadamente 20 cm de cada lado. Assim, o tecido da cortina não fica muito justo e facilita o fechamento.

Dica 8
Cortinas para salas os tecidos podem ser mais leves e transparentes como microfibra, voil, seda, renda, cambraia.. E também modelos como rolô, romana e painel são ótimas opções para deixar a sala mais moderna.

Dica 9
Cortinas para sala de home theater devem ser mais pesadas e escuras, para controlar a luminosidade, como as sarjas, crepes e veludos. E persianas motorizadas para salas mais modernas e que possa ter um maior investimento financeiro.

Dica 10
Cores, composição e texturas. Este talvez seja o item mais difícil pois requer bom gosto e criatividade. Cores mais neutras são mais atemporais, e não enjoando tanto. As texturas e cores vivas são opções mais ousadas e podem dar um charme a mais no espaço. Na verdade, não existe uma regra específica e por isso recomendo uma orientação de um arquiteto ou profissional de interiores para quem não tiver muita certeza.

Até o próximo post!
Fonte: http://goo.gl/PvllZq

Um guia para escolher tapetes

Dada a enorme variedade de opções disponíveis, escolher tapetes para a sua casa pode ser um desafio tão grande como decidir o mobiliário para um quarto de casal ou eleger um sofá para a sala. Com etiquetas de preços bastante dispares, fabricados artesanal ou industrialmente, assinados por uma conceituada marca ou designer, há que decidir ainda material, textura, tamanho, formato, cor, quantidade, com ou sem padrão. Passo a passo, este guia vai ajudá-lo a cobrir o chão da sua casa com muito estilo e conforto.

Decoração vs. Função
Para além de puramente decorativos – enquanto verdadeiras “obras de arte” conferem vida instantânea a qualquer espaço, sendo ainda um bom ponto de partida para começar a decorar uma divisão – os tapetes têm várias funções práticas: aquecem e são aconchegantes, escondem eventuais defeitos no chão, abafam ruído, protegem o chão de riscos, são fáceis de armazenar (ocupando pouco espaço), de transportar para outra divisão ou outra casa, na hora da mudança.

Chão de eleição
O local onde o tapete é destinado vai influenciar muito a sua escolha, ou seja, cada chão deve ser vestido conforme a utilização do espaço em questão. Colocar um tapete persa muito caro no quarto de brincar da pequenada não será o mais indicado; o mesmo se pode dizer, por exemplo, sobre um tapete com pêlo na cozinha. Idealmente, para locais como a cozinha ou a casa de banho – que têm grande movimento e sujam-se facilmente – deve escolher tapetes de fácil manutenção, ou seja, que podem ser lavados na máquina e pouco grossos, para secarem depressa.

Formatar os tapetes
Para além dos tradicionais tapetes quadrados e retangulares, os tapetes redondos e ovais têm ganha cada vez mais destaque enquanto peça de decoração que, estrategicamente pousada no chão, tem um resultado surpreendente. Igualmente inovadores são os runners, tapetes estreitos e compridos para animar espaços mais comprimidos. Experimente vestir o seu chão com formatos originais!

Cores no chão
Elemento chave de qualquer ambiente, as cores dos tapetes devem estar de acordo com a restante decoração, ou seja, devem conter pelo menos uma das cores neutras presentes nas paredes ou nos têxteis da divisão. Obviamente que, dependendo da sua localização, os tapetes claros vão sujar-se mais fácil e frequentemente do que tapetes escuros e isto é importante ter em conta uma vez que os tapetes nem sempre são práticos, nem baratos de limpar. No entanto, a opção por determinado tom tem ainda outras vantagens: um tapete escuro pode funcionar como um excelente ponto focal, ora num espaço de grandes dimensões, ora num espaço com detalhes arquitectónicos menos agradáveis; um tapete claro, por sua vez, cria a ilusão de espaço.

Padrões perfeitos
Tapetes com padrões são uma delícia para qualquer chão – não tenha receio de escolher tapetes padronizados (geométricos, orientais, florais) em vez de lisos ou então de combinar os dois. No entanto, o ideal é não ultrapassar os dois padrões por divisão e, mesmo assim, é necessário criar um equilíbrio estético: se o sofá tiver um pequeno padrão floral, pode optar por um tapete com um padrão maior; se as cortinas ou outros têxteis ostentarem padrões de grandes dimensões, o padrão do tapete deve ser menor. Por outro lado, um tapete com um desenho central só funcionará num espaço onde a mobília pode estar disposta em torno do mesmo ou sob uma mesa de vidro, por exemplo. A escolha de determinado padrão também tem outras particularidades: um tapete com riscas horizontais vai fazer uma divisão estreita parecer mais larga.

Dimensões & Quantidade
Actualmente, não é difícil adquirir um tapete com medidas personalizadas, no entanto, saiba que para determinar o tamanho máximo que um tapete possa ter numa determinada divisão, deve existir pelo menos 91 cm em toda a volta, criando assim uma espécie de moldura entre o tapete e as paredes. No caso da sala de jantar, certifique-se que o tapete é maior que a mesa, para que as respectivas cadeiras possam repousar sobre ele, mesmo quando puxadas para trás. Por exemplo, uma mesa para 12 pessoas requer um tapete de, pelo menos 4 x 3 metros, enquanto uma mesa para 8-10 pessoas já pede um tapete mais pequeno (3 x 2,5 metros). Em termos de quantidade, dois ou mais tapetes numa única divisão são perfeitos para criar espaços distintos (sala de estar e sala de jantar quando estão na mesma divisão; espaço de dormir e espaço de trabalho no quarto de um adolescente, por exemplo), para definir as áreas de passagem e agrupar diferentes peças de mobília que possam parecer dispersas.

Tendências
Embora não existam modelos certos e errados, mas sim tapetes clássicos e contemporâneos, a verdade é que também estas peças decorativas são alvo das tendências e as actuais apontam para:

  • Tapetes de feltro
  • Tapetes produzidos com materiais naturais
  • Tapetes com texturas profundas e apelativas ao toque (de pés e mãos)
  • Cores sóbrias, mas padrões vivos (geométricos e tradicionais)
  • Tapetes com formatos irregulares
  • Tapetes com fibras acetinadas para um brilho espectacular vindo do chão
  • Tapetes de sisal (com novas texturas, padrões e bordas coloridas)
  • Tapetes finos
  • Menos uso dos tapetes com pêlo e/ou despenteados

Fonte: http://goo.gl/zYYejs

Iluminação direta x Iluminação indireta: entenda as diferenças

Nem sempre a iluminação recebe a atenção que merece nos projetos de decoração. Quando ela falta, no entanto, nos damos conta do quanto a luz é importante, tanto para embelezar ambientes como para garantir a segurança e melhorar a orientação espacial. Vale destacar que uma iluminação bem planejada torna as residências muito mais agradáveis e acolhedoras, ou seja, seu efeito definitivamente não passa batido.
Existem vários tipos de iluminação, e a escolha na hora de decorar normalmente depende da atmosfera que se deseja criar. De modo geral, a iluminação é dividida em direta e indireta. Você sabe quais são as diferenças entre elas? Descubra a seguir!

Iluminação direta
Como o próprio nome indica, a iluminação direta é aquela na qual a luz incide de forma direta sobre as superfícies. Este tipo de iluminação é muito utilizado nos escritórios e salas de estudo, uma vez que facilitam o uso do computador e também a leitura. A luz direta é também muito recorrente quando se quer destacar algum item decorativo.

Os pendentes, spots, luminárias de mesa e os abajures são os principais responsáveis por essa categoria de iluminação. A principal vantagem é justamente o poder de clarear determinada superfície, sem comprometer a decoração. A grande desvantagem desta iluminação, no entanto, é que a luz direta pode ser cansativa, já que cria uma diferença significativa em relação às sombras. Este problema pode se agravar se a luz direta for utilizada sobre superfícies com acabamento brilhante (mármore, porcelanato, espelho). Neste caso, opte pela luz indireta!

Iluminação indireta
A iluminação indireta funciona de um jeito diferente: ela é a luz que incide na superfície e só depois é refletida, passando a atingir então o local a ser iluminado. Esta iluminação cria um efeito aconchegante, além de ser menos óbvia e e nada invasiva. Vale salientar que a luz indireta é uniforme e gera um efeito bastante agradável.
A luz indireta pode ser posicionada em detalhes no chão, no gesso ou no forro, dando ao espaço um ar bem intimista. Cumpre ressaltar que os spots e arandelas são responsáveis por este tipo de iluminação. A principal vantagem é que ela é suave e difusa, permitindo um maior controle do ofuscamento, ou seja, oferece conforto visual. Além disso, a iluminação indireta não acarreta problemas com o calor térmico. Para maximizar os efeitos positivos desta iluminação, o ideal é que as superfícies de reflexão sejam claras.

Iluminação direta e indireta conciliadas
O ideal em um projeto de decoração é conciliar vários tipos de iluminação, a depender da necessidade de cada ambiente. Uma estratégia muito recorrente é o uso de iluminação direta-indireta. Este tipo de proposta combina a luz direta e a indireta, provocando um efeito uniforme na horizontal. Neste caso, a parede e o teto funcionam como superfícies para a reflexão. O resultado é a sensação de amplitude que, por sinal, é excelente para salas e quartos.

E aí, gostou de saber um pouco mais sobre estas duas propostas de iluminação? Já consegue identificar qual tipo de luz é mais presente nos seus ambientes? Deixe um comentário!

Fonte: http://goo.gl/1Q7ADQ

14 dicas indispensáveis para qualquer dona de casa

Aprenda truques e segredos utilíssimos para facilitar as tarefas domésticas.

Na cozinha
1. Para tornar o detergente mais eficaz, acrescente algumas gotas de vinagre no recipiente e misture bem. O vinagre potencializa o poder de desengordurar, além de proporcionar um brilho extra às louças e panelas.
2. Para tirar o cheiro de alho, cebola e água sanitária das mãos, basta esfregar os dedos em uma peça de aço inoxidável (pode ser um talher) sob água corrente.
3. Para o arroz ficar bem soltinho, acrescente uma colher de vinagre na água do arroz na hora do cozimento. Já para soltar o arroz que ficou empapado, coloque-o em uma peneira e passe sob água fria, como se fosse macarrão.

No banheiro
4. Evite deixar o cesto de roupa suja no banheiro, pois pode gerar mau cheiro. O lugar ideal para elas é na lavanderia!
5. Após escovar os dentes, sempre limpe a pia, pois os resíduos de pasta de dentes secam e causam um ar desleixado ao seu banheiro.
6. Sempre deixe um desinfetante no banheiro ou um “climatizador”, aqueles aparelhinhos que podem ser colados na parede e que liberam um cheiro agradável ao ambiente.
7. Mantenha sempre uma planta, de preferência, que cresça para cima no banheiro, já que elas ajudam a circular a energia do ambiente.

Na sala
8. Estofados da mesma cor da parede tornam os nambientes mais aconchegantes e elegantes.
9. Modismos de decoração devem ficar restritos aos detalhes – peças pequenas como almofadas, mantas e abajures. Assim, quando você enjoar ou o estilo sair de moda, pode-se “reformar” a sala com baixo custo.
10. Um sofá de frente para o outro facilita a comunicação entre as pessoas.
11. Um pouquinho de açúcar (ou 1 aspirina) na água do vaso de flores vai mantê-las bonitas por muito mais tempo.

Na lavanderia
12. Para tirar as manchas de batom das roupas, esfregue um pouco de álcool nelas antes de lavar.
13. Para remover as manchas de caneta esferográfica, esfregue rapidamente com uma mistura de leite com vinagre, repetindo o procedimento por algumas vezes.
14. Marcas de café são eliminadas ao lavar a roupa manchada com água morna e glicerina.

Fonte: http://goo.gl/ULsmGy

18 sugestões para conservar seu móvel de madeira

Móveis de Madeira Nobre

“São aquelas com elevadas durabilidade natural, bom aspecto geral, cheiro agradável ou ausência de cheiro e elevada estabilidade em todos os sentidos. Das madeiras ditas nobres, moles ou macias, as mais usadas no Brasil são: AMENDOIM, Cedro, imbuia, cerejeira, freijó, mogno, utilizadas para fabricação de móveis finos. As madeiras nobres duras têm alta resistência estrutural e são usadas tanto na construção de casas, como para obras de engenharia em que suas qualidades são imprescindíveis. As mais conhecidas são: angico, cumaru, garapa, ipê, itaúba, jatobá, maçaranduba, jatajuba, jarana, pau roxo, sucupira, etc.” (madeiranobre.com.br)

Vai que você herdou da vovó, um ou vários daqueles móveis que tanto lembram a tua infância. E para tua sorte, eles estão em bom estado, bem cuidados apesar do tempo. É que a madeira nobre tem uma vida de longo prazo, mas também não pode deixá-los sem cuidados. Tenho algumas sugestões que são bem legais:

 #1 – Arranhou?

Para um arranhão mais aparente, você pode usar uma pomada para calçados que seja o mais próximo da cor. Também para pequenos riscos, como os causados por canetas, dá para aplicar essas pomadas que já vêm com aplicador.

#2 – Sol
Muito cuidado para não deixar os móveis expostos ao sol para não descolorir, a menos que queira uma peça envelhecida.

#3 – Umidade
Mantenha-o afastado da parede pelo menos uns 7 cm, para que não sofra com a umidade que possa ter no local.

#4 – Proteção
Ao servir uma refeição, proteja sempre a mesa com uma toalha, sem esquecer de colocar o descanso para travessas, para que o calor não manche seu móvel.

#5 – Marca de Copo
Muito cuidado na sua mesa de centro, ao servir algum drink, proteja sempre com um porta copo (bolacha) porque com certeza deixará marcas. Mas tem solução caso aconteça: Caso seja bem recente a mancha de água, você pode tentar passar maionese, seque a superfície. Em seguida aplique um pouco de maionese em cima do local utilizando uma espátula ou toalha de papel. Deixe lá durante a noite, depois limpe com papel toalha e lustre com um pano limpo, sem esfregar. Isso tem que ser feito na mesma hora que a água caiu, antes que ela tenha sido absorvida e manchado a madeira em si.

#6 – Cera de Vela
Aí você preparou aquele jantar romântico à luz de velas e pimba, caiu no móvel… aiaiai… mas é fácil, basta deixar esfriar, aplique gelo e raspe com uma espátula de plástico, resolvido o problema.

#7 – Produtos Abrasivos
Nunca use produtos abrasivos como saponáceo, esponja de aço ou algo que possa aranhar o móvel.

#8 – Limpeza Diária
Use no dia a dia uma solução de água com sabão neutro sem encharcar, apenas um pano úmido ou simplesmente uma flanela.

#9 – Limpeza Semanal
Os móveis de madeira devem receber um polimento a cada semana, vai protegê-los e ficarão como novos. Mas cuidado com os produtos, use sempre um de boa marca, que não contenha silicone ou álcool. Pode até preparar um em casa mesmo, com uma parte de limão e três partes de azeite.

#10 – Limpeza Anual
Agora para deixar tudo lindo ainda mais, o bom é dar um bom polimento pelo menos uma ou duas vezes ao ano.

#11 – Piso
Pisos de madeira (tipo carpete), portas e batentes também deverão ser cuidados da mesma forma. Quase sempre estão empoeirados e nem percebemos.

#12 – Cupim
A descupinização só se faz necessária quando detectado um foco muito grande de cupins, sejam estes de solo ou madeira

Móveis com Madeira MDF ou Aglomerados
Se você não herdou os móveis da vovó e teve que comprar aqueles modulados, que são fabricados com MDF (Medium Density Fiberboard, que significa placa de fibra de média densidade), um material oriundo da madeira, fabricado com resinas sintéticas, mas de excelente qualidade e durabilidade.

O aglomerado é composto por partículas de madeira, com a adição de cola, mais processo de prensa, originando assim as chapas de aglomerado. Por ser um material com uma densidade não muito boa seu preço é menor do que os outros painéis.

Esses móveis eles vem sem qualquer incidência de cupins, fungos ou pragas em geral. Os cuidados são:

#1 – Limpeza
Limpe com sempre seu móveis, a poeira, com o tempo, deixa a superfície fosca e sem brilho, podendo acumular nos encaixes, uniões ou qualquer outro espaço, deixando um aspecto escuro, desagradável e de difícil remoção. Com um pano limpo e macio ligeiramente umedeça com água morna (apenas o bastante para fazer aderir a poeira), passe e seque logo em seguida.

#2 – Manchas Resistentes
Para manchas mais resistentes, use o pano limpo umedecido com sabão neutro (não alcalino) e água, ou álcool e água (ambos em partes iguais). Seque completamente com um pano macio.

#3 – Lustrar
Lustre levemente seguindo a textura do móvel. Recomenda-se a utilização de lustra-móveis somente à base de silicone incolor, pois, além de limpar, fornece uma camada protetora.

 #4 – Não Utilize

– Pano encharcado, o acúmulo de água causa danos ao móvel;

– Pano de louça, pode conter resíduos;

– Pano seco, além de não limpar, com o tempo desgasta o móvel;

– Lustra-móveis colorido ou cera, podem deixar resíduos, causando manchas;

– Detergentes (não neutros), limpadores instantâneos, produtos de limpeza de fornos ou a base de amônia e saponáceo, pois são produtos químicos que com certeza acabam com o acabamento do seu móvel;

– Esponjas duras, ásperas e palhas de aço, pois podem riscar e danificar os móveis;

– Contato direto com vinagre, sal e limão (substâncias alcalinas em geral), pois também podem, com o tempo, causar danos;

– Contato com materiais pontiagudos, para não riscar o móvel.

#5 – Não Arranhe
Não arraste objetos sobre o móvel porque vai arranhar, ô se vai.

#6 – Toalhas Molhadas
Não pendure suas toalhas molhadas, pois com o tempo vai acabar detonando seu tão amado móvel.

Parece complicado né? Mas não é não. Coloque um som na “vitrola” e manda ver, cante e dance, que o tempo passa e nem percebe que rapidinho tua casa tá ma-ra-vi-lho-sa!!!

Newsletter

Receba nossas novidades e promoções por email