Mês: setembro 2014

Almofadas: Dicas Para Decorar, Modelos e Tendências

Quem não gosta de decorar a própria casa no seu Estilo? Assim o ambiente fica mais aconchegante e bonito…Hoje iremos falar sobre um acessório na Decoração que é essencial, são as queridas Almofadas que além de lindas proporcionam muito conforto. Confira dicas para sua decoração com elas, modelos e fotos:

As almofadas conseguem acrescentar charme e modernidade na sua sala ou em qualquer ambiente escolhido. Elas mostram o estilo da pessoa, podendo ser de variadas estampas, tamanhos e tecidos. Porém as almofadas precisam ser combinadas a um móvel como um sofá, uma cama, uma cadeira de madeira…Esse conjunto deixa o ambiente harmonizado sendo capaz de inovar o ambiente.

O mercado está a cada dia com mais novidades que agradam e muito o público. Os formatos agora são de bichinhos, comidas, flores e as estampas são super animadas. Antes a almofada era um item para conforto, porém hoje em dia as almofadas são um acessório quase indispensável numa decoração despojada e super moderna.

As almofadas não precisam estar apenas em ambientes fechados, como salas, quartos e cadeiras…Elas podem compor sua área livre, em seu jardim e se caso você tenha, de uma piscina. As almofadas criam um ambiente relaxante quando estão em um deque ao chão ou mesmo soltas em uma área.

Estampas, Tendências e Cores:

Existem variadas estampas modernas e criativas, todas elas deixam o ambiente mais aconchegante e bonito. Os modelos são inovadores, como vimos acima e as cores também são muito importantes para deixar o ambiente alegre.

As almofadas são atuais e combinam muito com casas modernas e bem estilosas. Mesmo assim combinam com todas as idades, principalmente os mais jovens.

Dicas:

**Para decorar um ambiente com almofadas é preciso que elas sejam em grande quantidade, porém não deve abusar delas. Para deixar o ambiente mais suave e bonito é preciso que as cores estejam em harmonia, combinando com o ambiente porém que não sejam todas iguais, como vemos na foto acima.

**As almofadas são perfeitas para inovar a aparência da casa sem gastar muito dinheiro. Elas possuem valores bem mais em conta, e deixam o ambiente renovado.

**Tanto o estilo clássico quanto o moderno fazem sucesso.

Ela combinam muito com os jovens:

Dicas de organização para home office

O home office é, normalmente, o local onde o trabalhador passa a maior parte do dia. Por isso, é importante manter o ambiente sempre organizado. Esse local deve ser confortável e bem arrumado, afinal faz parte da sua casa.

Confira dicas de organização para home office.

Home office organizado

Para tornar seu home Office um local agradável e ao mesmo tempo organizado, o segredo está na adaptação do mesmo na sua atividade. Se você necessita de um espaço mais calmo, o ideal é optar pelas gavetas e armários. Para quem gosta de organização, os painéis de visualização, prateleiras e um plano de trabalho são ótimas opções.

As prateleiras e caixas podem ajudar na organização do home office. (Foto: divulgação)

Depois de arrumado o espaço, você não irá mais precisar se preocupar em procurar algo no meio da bagunça. O ideal é listar as prioridades e necessidades, deixando sempre as ferramentas mais usadas ao alcance das mãos. Dessa forma, você organiza tudo e deixa o local limpo para o trabalho.

Dicas de organização para home Office

1. Identifique a localização de cada objeto em prateleiras, caixas, gavetas e armários para que facilite o acesso na hora da busca. O ideal é classificar tudo por categorias e guardar em locais etiquetados;

2. Opte por um espaço sem muitos móveis ou objetos para decoração, que seja iluminado e arejado. Quanto mais claro o local, melhor;

3. Mantenha suas ferramentas de trabalho como computador e telefone de forma organizada, cada um no seu lugar. Não deixe papéis espalhados pela mesa, o ideal é guardá-los separadamente em pastas;

4. A limpeza e higiene do local fazem parte da organização. Evite deixar copos e xícaras espalhados pela mesa e também papéis amassados no chão;

5. Organize as gavetas, caixas e cestos para colocar canetas, lápis, borrachas e outros acessórios que você utiliza no dia a dia;

6. Não deixe fios espalhados pelo chão. O ideal é mantê-los longe da sua visão, nesse caso, os organizadores de fios vão ajudar muito. Se puder, dê preferência para aparelhos sem fio (como mouse, teclado e telefone sem fio).

O home Office é um local onde você passa grande parte do tempo trabalhando, sendo assim, é indispensável que fique organizado. Manter os objetos em seus devidos lugares facilita a busca por objetos de uso e a circulação no local durante o trabalho. Mantenha seu home office organizado e trabalhe muito melhor.

Fonte: http://goo.gl/iuY9dE

Como escolher a cor ideal para as paredes da sua sala

De tempos em tempos é comum querer mudar a aparência da casa, porém trocar os móveis nem sempre é possível por causa do alto custo. Mas, isso não quer dizer que a decoração da casa deve permanecer a mesma.

Nada como uma lata de tinta e um pouco de criatividade, muitas pessoas têm medo de ousar nas cores das paredes e acabam deixando tudo branco. Por isso, antes de sair pintando saiba como escolher a cor certa.

Antes de Escolher a Cor

Para escolher a cor ideal é necessário analisar a sala, como cores dos móveis, paredes mais visíveis, paredes escondidas, espaço e comprimento das paredes. Isso porque cada cor tem um efeito visual diferente em cada ambiente.

Faça uma lista de todos os móveis da sala, dos acessórios, objetos pendurado na parede, tipo e cor do revestimento de chão. A menos que você está disposto a substituir esses itens, a cor da tinta que você escolher deve complementar a sua decoração atual.

Efeitos que podem dar cada cor

Ganhando Espaço: para dar a impressão de um espaço maior abuse de cores claras como amarelo, palha e outras cores com tonalidade clara. A única regra são cores que transmitam conforto. A vantagem é que os tons claros não saem de moda e combinam facilmente com outras cores. Para trazer um equilíbrio no ambiente podem ser colocadas cores alegres nas almofadas, cortinas e tapetes.

Encurtando Ambiente: em ambientes retangulares e compridos pode-se passar uma camada de tinta nas paredes menores com tons mais escuros do que as paredes maiores, dando a sensação de encurtamento do ambiente.

Alongar Ambiente: em ambientes quadrados sempre a o desejo de alongá-los e para ter esta sensação podem-se pintar duas paredes opostas com tonalidades escuras.

Teto: com participação importante no ambiente deve ser pintado com cores claras para dar impressão de altura, já para tetos altos o ideal é pintá-los com cores escuras dando maior aconchego a sala.

   

Decoração Com Objetos: para esconder o quadro, desenho ou objeto a parede deve ser pintada com um tom parecido ao mesmo, caso contrário uma cor que dê contraste é a ideal para destacar o objeto.

Regras que Devem ser Seguidas

1 – Defina o clima do ambiente como aconchegante, alegre e outros. As cores podem causar diferentes sensações em cada pessoa, por isso, conhecer o ambiente e as pessoas que o frequentarão é fundamental. Por exemplo: se você deseja que sua sala tenha um clima elegante, um vermelho escuro ou marrom pode ser a escolha certa. Mas se você prefere um ambiente claro e arejado essas não são as cores mais indicadas.

2 – Utilize as cores conforme o efeito desejado, lembrando que listras horizontais alargam e verticais estreitam o ambiente.

 3 – A iluminação de um ambiente deve ser considerada na escolha da cor da parede por causar diferentes efeitos. Por isso, a cor ideal em um ambiente pode não ser ideal em outro local.

4 – Parede colorida pode e deve ser usada, além de deixar o ambiente mais alegre também deixa mais elegante. Experimente usar em uma única parede.

5 – Cores escuras como a cor preta devem ser usadas com cuidado e mescladas com cores claras como cinza e brancas.

6 – Mostruários de cores não são fieis, por isso, prefira comprar uma lata pequena de tinta e fazer um teste em uma pequena parte da parede.

Dicas
► A sala deve proporcionar a sensação de aconchego, já que é nela onde a família se reúne para passar um tempo junto e receber visitas. Por isso, dois tons de cores fortes devem ser usados com cautela, cores vibrantes podem ser usadas desde que em pouca quantidade e as cores com tom pastel são as mais fáceis de adaptação.

► Se você estiver em duvida entre varias cores, vá a uma loja de material de pintura e peça um mostruário de cores e leve para casa para poder visualizar melhor o que realmente quer.

►Depois de considerar todos os aspecto diferente do seu espaço, navegue por internet. Existem vários sites de galerias de fotos que estão organizadas por tema, por design ou diferentes tonalidades das cores.

Fonte: http://goo.gl/TknI1Q

Sofá: como escolher o tecido ideal?

Os sofás fazem parte de praticamente toda casa. São usados para receber visitas e também para acomodar os próprios moradores em momentos de descanso, de assistir a um programa de TV ou a um filme.

Porém, na hora de comprar um novo sofá, muita gente fica na dúvida de como fazer uma boa escolha, já que poucas pessoas conhecem, de fato, os diferentes tipos existentes no mercado.

Eloisa Castilho, designer de interiores, administradora e proprietária da Glamour Estofados e Puff’s Mania, destaca que, na hora da compra de um sofá, a pessoa deve considerar, principalmente, qual será a utilização daquela peça. Isso irá influenciar muito na escolha do modelo, do tamanho e do tecido. “Um sofá de living (sala de estar), por exemplo, não pode ter uma profundidade grande; já os modelos para uma sala de televisão possuem uma profundidade maior e mecanismos retráteis e reclináveis”, diz.

A profissional acrescenta que, atualmente, a grande maioria das pessoas possui um único ambiente (sala de estar e sala de televisão), o que complica um pouco mais na hora da escolha. “O ideal nesses casos são os estofados planejados, que são desenvolvidos seguindo as necessidades e, até mesmo, o tipo físico de cada pessoa. O tamanho deve seguir não somente as medidas do ambiente, mas também o número de pessoas que utilizarão o sofá”, explica.

Em relação ao tecido do sofá, Eloisa explica que a pessoa deve escolhê-lo pensando, além da decoração, nas suas necessidades. “Basicamente, encontramos hoje no mercado quatro tipos de tecido utilizados em estofados: sintéticos, chenille, jacquard e suede. A variedade é enorme, principalmente na linha decorativa, com fios mais nobres como seda e linho. Porém, o valor destes tecidos é muito maior e eles são, na maioria das vezes, utilizados em almofadas e pequenas peças”, diz.

Abaixo você confere quais são as vantagens e desvantagens de cada um dos principais tecidos de sofá existentes, para fazer uma boa escolha na hora da compra:

Eloisa Castilho explica que o tecido sintético, em geral, apresenta uma resistência ótima, além de extrema facilidade de limpeza. “Eles são naturalmente impermeáveis e indicados para pessoas alérgicas e com animais domésticos”, acrescenta.

Por outro lado, destaca a designer de interiores, são extremamente frios no inverno e quentes no verão.

De acordo com Eloisa, o chenille foi muito usado até pouco tempo atrás e era tido como o tecido mais “confortável”, devido à sua maciez. “Mas, hoje, com os suedes mais acessíveis financeiramente, esta opção não é a mais utilizada”, diz.

Segundo Eloisa, outro ponto que motivou a mudança da preferência geral foi a dificuldade de limpeza que um estofado com chenille apresentava. “Por possuir muitos vincos, ele não é indicado para pessoas alérgicas ou com algum tipo de problema respiratório, e nem para aquelas que possuem animais domésticos em casa”, explica.

Eloisa Castilho explica que o tecido jacquard é uma das tecelagens complexas mais antigas e que apresenta uma resistência ótima.

“É um tecido muito utilizado na linha de estofados e, principalmente, de decoração até hoje. Isso porque, além das diversas técnicas de estamparia atuais, ele possui uma forma de estampar com os próprios fios durante a tecelagem”, destaca a designer de interiores.

Como sua trama é bem fechada, acrescenta Eloisa, o acúmulo de sujeira é bem menor, o que facilita a limpeza diária.

De acordo com Eloisa, os suedes são os mais utilizados atualmente e, geralmente, são importados. “Apresentam uma pelagem que proporciona um conforto inigualável. São extremamente fáceis de limpar, já que não possuem tramas aparentes”, diz.

Porém, destaca Eloisa, em casos de acidentes com líquidos, as manchas são as mais difíceis de tirar. “Por isso é aconselhável a impermeabilização”, explica.

Cuidados necessários

Mas, como cuidar corretamente do seu sofá, independentemente do tecido escolhido, e garantir que ele dure por mais tempo? Eloisa Castilho explica que, basicamente, os estofados não devem ser expostos ao sol diretamente. Devem ainda ser evitados produtos químicos para a sua limpeza, sendo mais indicados os de base neutra.

“A limpeza ideal é feita somente com um pano úmido com água e aspirador de pó. Além disso, é válido ressaltar que a estrutura do sofá é projetada para determinada utilização e não deve fugir a isso… Por exemplo, os braços não devem servir como assento, exceto aqueles projetados para isso”, finaliza a designer de interiores.

Agora você tem boas dicas para escolher o melhor tipo de sofá para a sua casa. Lembre-se de avaliar, em primeiro lugar, em qual ambiente a peça ficará e qual será a sua finalidade! Depois disso, fica mais fácil escolher o tecido, o modelo e o tamanho ideais.

Fonte: http://goo.gl/yLK4cn

Newsletter

Receba nossas novidades e promoções por email