Aprenda como limpar carpetes e tapetes para evitar alergias

3_armanda_header_24_04

Além de limpar os tapetes todos os dias, é preciso lavá-los com água e sabão uma vez por semana

Tapetes e carpetes são os melhores amigos dos ácaros. E os piores inimigos de quem tem alergia. É preciso ficar atento à maneira correta de limpá-los, para não tornar a rotina dos alérgicos um pesadelo.

Continue lendo

Como usar aparador na decoração

3_armanda_header_08_05
O aparador é um móvel que consegue completar a decoração da sala de estar, hall de entrada, corredor e outros ambientes da casa.

Continue lendo

Ideias econômicas para decorar sua cozinha

3_armanda_header_17_04
Se você quer decorar sua cozinha de uma forma econômica, confira nossas dicas e renove o estilo do ambiente sem gastar muito!

Se você está querendo deixar a sua cozinha com cara nova, mas o orçamento está enxuto, não se desespere! É possível criar ambientes bonitos, alegres e muito funcionais sem gastar muito – e, de quebra, ajudar o meio ambiente com a reciclagem!

Continue lendo

Elementos do outono na decoração!

3_armanda_header_10_04

Cores neutras, folhas secas, pinhas, galhos, e o friozinho gostoso que só o outono nos proporciona! Que tal transferir todos estes elementos pra decoração do seu cantinho?Reunimos aqui um punhado de ideias e tendências super criativas pra dar um tchã “outonino” à sua casa.

Continue lendo

Ideias de decoração elegante para a casa

O uso exagerado de enfeites é considerado cafona. Aposte no design clean e contemporâneo

3_armanda_header_03_04

Uma decoração chique não depende apenas de itens caros e materiais nobres. Com bom senso, orientações e os artigos de decoração certos, é possível criar um ambiente sofisticado e de muito bom gosto.

Segundo a arquiteta Andréa Parreira, um design elegante deve conter toques de contemporaneidade e, no geral, ser clean. “Tudo em excesso se torna cafona”, afirma a especialista. Por isso, a primeira regra é dosar a quantidade de acessórios e tomar cuidado para que haja um equilíbrio entre a forma e a função – ou seja, apostar tanto nos artigos decorativos quanto nos funcionais.

Enfeites

“Todos os itens de decoração são permitidos, desde que na quantidade certa”, ensina Andréa. Os tapetes devem ser escolhidos conforme o projeto de decoração do ambiente. Na sala, especificamente, eles devem estar de acordo com o sofá, poltronas e, inclusive, as mesas de apoio. “O ideal é que sejam escolhidos ao mesmo tempo”, sugere.

A arquiteta sugere o uso de vasos na decoração, pois são objetos elegantes, que permitem a extravagância. No entanto, eles não devem ser colocados em quartos, principalmente nos de criança, por serem peças muito frágeis.

Indicação de Andréa para compor uma sala elegante: sofás, poltronas e mesa de centro devem conversar entre si (Divulgação / Andréa Parreira)

Cozinha

Para tornar a decoração da cozinha mais sofisticada, aposte em materiais como o vidro e a madeira. Para os móveis, invista em aço inox e, na bancada, vá de silestone e corian.

Para a cozinha, escolha móveis em aço inox (Shutterstock)

Sala

A sala deve receber um piso requintado, como limestone, mármore ou madeira. “Um truque que traz mais elegância ao ambiente da sala é fazer um forro de gesso elaborado, com detalhes do tipo vão cortineiro ou sanca”, indica Andréa.

Outra indicação é revestir uma das paredes com materiais contemporâneos, como vidro, madeira ou pedra.

Acabamento do teto do tipo sanca (Shutterstock)

Quarto

Aqui, a recomendação é colocar um piso nobre, como a madeira. Também vale a indicação de fazer um forro de gesso no teto com vão cortineiro ou sanca.

A arquiteta sugere piso de madeira para os quartos e forro de gesso no teto com vão cortineiro (Shutterstock)

Banheiro

O banheiro é um dos cômodos que mais revelam o nível de sofisticação do design da casa. Segundo Andréa, o ideal é utilizar mármore e limestone. “Também indico fazer o box até o teto com ferragem de aço inox.”

Azulejo e piso de limestone confere sofisticação ao banheiro (Shutterstock)

Fonte: http://goo.gl/DBV7QC

O quarto das crianças é pequeno? Dicas para aproveitar espaço!

Quando somos crianças queremos crescer, mas quando isso acontece percebemos como é bom ser criança. Uma época em que a única preocupação é saber que horas vai começar a brincadeira, passar horas na frente da televisão e outras horas correndo de um lado para o outro. Ser criança é poder comer guloseimas e sujar a cara inteira com comida. É ter medo de monstros imaginários, mas sabendo que embaixo da coberta você está seguro!

2_armanda_header_27_03

E o quarto é o lugar em que a imaginação da criança se solta. Em poucos minutos os meninos vão de um acampamento no meio do mato para uma viagem espacial, enquanto as meninas podem ser princesas em um lindo castelo ou grandes mulheres de negócios. E não importa o tamanho do quarto, o importante é ser um espaço pensando para que elas possam ter um cantinho para todas as suas atividades, seja para estudar, brincar e depois descansar muito!

Um quarto pequeno merece alguma atenção para que o espaço seja bem aproveitado. Mas os pais não devem complicar, muitas vezes o que as crianças querem é só um pouco de diversão, então chamem elas para participarem da decoração e transformem este momento em uma grande brincadeira. Mas antes de tudo eu separei algumas dicas que podem ser bem úteis, confiram:

-Se você quer uma decoração que irá acompanhar seu filho por vários anos, use moveis neutros e capriche nas paredes. Vale a pena investir em cores alegres, adesivos divertidos ou papel de parede.

-Camas com gavetas e cama auxiliar, permitem que as crianças e adolescentes recebam os amigos para dormir em casa, sendo uma ótima opção para quartos compactos.

-Para os ambientes pequenos, um guarda-roupa com portas de correr é sempre bem vindo.

-Ter uma bancada de estudos é uma maneira de deixar o quarto mais organizado, pois as bancadas servem para colocar os livros, computador, além de outros objetos ficariam espalhados em qualquer lugar.

-Geralmente quarto de criança tem brinquedo espalhado por todos os cantos. Para diminuir isso, é legal colocar na decoração objetos que facilitem a organização ao termino de cada brincadeira, como por exemplo cestos, caixas, baús, nichos nas paredes, gavetões e etc.

-Arrumação vertical é a melhor solução para pequenos espaços, use roupeiros altos, módulos de gavetas por baixo da cama e prateleiras e nichos.
Fonte: http://goo.gl/cMdGWs

5 ideias para organizar a lavanderia

3_armanda_header_22_03

A lavanderia é sempre um dos últimos lugares da casa que os donos pensam em arrumar. Ela acaba sendo esquecida, pois definitivamente não é um local de visitas, e acredito que seja o lugar onde as pessoas menos querem ficar. Porém, ela precisa ser organizada para que seja funcional. Afinal de contas, toda a organização e limpeza da casa dependem dela.

Os espaços cada vez menores dos apartamentos são mais um motivo para planejarmos a lavanderia, pois invariavelmente ela acaba sendo ainda mais reduzida pelas construtoras.

Confira algumas dicas básicas que vão ajudar a manter a ordem na sua área de serviço, melhorando não apenas no quesito praticidade, mas deixando o ambiente mais bonito também.

1. Invista em acessórios.

Além dos itens de primeira necessidade da lavanderia (tanque, máquina de lavar, varal, ferro, etc.), os acessórios vão ajudar muito não apenas na praticidade, mas também no visual.

Um cesto para roupas sujas pode ficar no banheiro e ser deslocado até a área de serviço para que as roupas sejam lavadas.

Um segundo cesto serve para levar as roupas limpas, já dobradas, para o guarda-roupas.

Cestinho para os grampos facilita na hora de estender as roupas.

 

Um prendedor como este otimiza o espaço do seu varal, fazendo com que as peças íntimas ocupem menos espaço.

 

Um puxa sacos organiza e cabe em qualquer cantinho.

 

Um porta sabão em pó é uma boa pedida, pois as caixas de papelão onde o sabão vem armazenado podem molhar e viram uma meleca.

 

2. Aproveite todos os cantos.

Existem opções para aproveitar os cantinhos da área de serviço, como carrinhos para armazenar esponjas, escovas, luvas, etc.

Espaço entre a lavadora e a secadora foi aproveitado com um estreito carrinho com produtos de limpeza de maior uso.

 

3. Invista em armários aéreos e tenha um balcão sob o tanque.

O armário sob o tanque é um ótimo espaço para guardar panos de chão e produtos de limpeza fechados. Deixe no carrinho os produtos em uso e de maior circulação. O aéreo pode organizar caixa de ferramentas, artigos para os bichinhos de estimação da casa, etc.

4. Espalhe ganchos ou suportes de parede.

Os ganchos podem ser usados para otimizar o espaço e organizar vassouras, rodos e pás. Existe também a opção de manter os ganchos dentro de um armário alto, escondendo assim esses acessórios, ou simplesmente pendurado na parede, com os objetos expostos.

5. Tenha um varal aéreo próximo à janela + um varal de piso.

No meu prédio é permitido ter varal externo sanfonado porque as janelas das lavanderias dão para os fundos. Além desta opção, tenho um varal aéreo interno. Os dois dão conta do recado quando o tempo está bom, mas quando chove não tem jeito, o varal externo fica inutilizado e o interno não é o suficiente. Para esses momentos é interessante ter a opção de varal de piso. Claro que você pode ter o recurso da secadora, nesses casos pode não ser necessário um varal extra, mas para quem não tem espaço (como eu), fica difícil encarar o inverno, ainda mais quando se trata de um inverno chuvoso como está sendo este no Rio Grande do Sul.

Varal de piso é uma opção para os dias chuvosos e pode ser guardado em qualquer cantinho quando não está sendo usado.

 

Fonte: http://goo.gl/uST1yE

Dez dicas para renovar a decoração do quarto sem gastar muito

3_armanda_header_28_02

No quarto, a prevalência de cores clara é o ideal, mas não é por isso que a decoração precisa ser monótona. No projeto de Claudia Macedo , as peças com desenho clássico foram combinadas a outras mais ousadas

O local onde você passa as horas mais relaxantes do seu dia merece uma atenção especial e deve ter uma decoração que condiz com o seu estilo de vida. Se esse não é o caso do seu quarto, que tal se animar e dar uma renovada no ambiente? Acredite, nem é preciso quebrar paredes ou gastar grandes somas com móveis novos para tornar esse cantinho muito mais aconchegante. O UOL Casa e Decoração conversou com arquitetos e decoradores e reuniu dicas para te ajudar a mudar, sem reformar.

Invista na iluminação

Instalar uma luminária pendente, trocar o abajur ou mesmo personalizá-lo são saídas rápidas e baratas que dão resultado imediato. A luz suave e focada que provém dessas peças é ideal para a leitura e ajuda a relaxar. Outra vantagem de uma boa luminária é a de ajudar a destacar um móvel, que antes passava despercebido.

Outra ideia “luminosa” ainda mais em conta é utilizar luzes do tipo pisca-piscas, como as que decoram árvores de Natal, para realçar alguma área do cômodo, como a cabeceira da cama ou a moldura da janela. As de LED, que não esquentam, também podem ser utilizadas dentro de um bowl de vidro, dando charme extra à decoração.

Aplique papel de parede, tecidos ou adesivos

Papéis de parede, tecidos ou mesmo adesivos pontuais tendem a criar mudanças de impacto no ambiente. Você pode usá-los em apenas uma parede ou em todas. No mercado, há inúmeras opções de estampas, cores e estilos, mas é importante considerar alguns pontos, como o tamanho do quarto e o efeito a ser atingido antes de escolher e comprar.

Estampas miúdas e cores claras ajudam a “expandir” o cômodo. As listras, por sua vez, dão a impressão de um pé-direito mais alto, conforme explica a arquiteta Erica Salguero. Um bom truque é revestir apenas a parede atrás da cabeceira, criando um painel e, consequentemente, destacando o móvel.

Dormitórios com grandes dimensões permitem o uso de cores fortes e estampas marcantes, todavia o conjunto fica mais harmônico se a cor escolhida (e/ou predominante) estiver acompanhando o tom de outros objetos decorativos, como almofadas e roupas de cama. Para não errar, antes de comprar a metragem total, adquira uma amostra do material e leve-a até o cômodo, para poder avaliar como ficará a composição.

Decore com quadros

A forma mais usual de expor quadros é pendurando-os, mas há alternativas para os que querem decorar usando esses objetos, sem precisar danificar a alvenaria. Uma solução prática é posicioná-los sobre móveis, em nichos da própria parede ou prateleiras rasas, o que torna possível movimentá-los e trocá-los quando o desejado.

Por outro lado, se preferir fixá-los, a dica é montar uma composição antes. “Recomendo marcar no chão as dimensões da parede com fita crepe e fazer a disposição dos quadros no piso. Assim, fica mais fácil visualizar o resultado final”, diz a arquiteta Melina Moraes, da Kwartet Arquitetura. Para driblar a monotonia, vale usar peças com molduras e dimensões diferentes.

Jogue cores nas paredes

A estratégia é das mais antigas, mas continua sendo certeira quando se quer dar um novo ar a qualquer ambiente: demão de tinta. Porém, na hora de avaliar a paleta de cores, considere que os tons influenciam no comportamento. E como o quarto é um local para relaxar, a recomendação dos profissionais é a de investir em cores mais amenas como azuis, amarelos, rosas e verdes claros. Outra saída é optar por versões mais “apagadas” de matizes neutros, como bege e cinza, que garantem maior facilidade na composição da decoração.

Troque a roupa de cama

A cama é o principal móvel do quarto e, ampla, chama muita atenção, deixando também os lençóis em evidência. Assim, capas de edredom e de almofadas são opções versáteis e bem em conta para renovar o dormitório.

O legal é que, na hora de escolher essas peças, não é preciso ter medo das cores e das estampas marcantes. Porque, se o efeito cansar, a mudança é rápida e não muito cara. Para uma composição elegante, porém, a pedida é escolher roupas de cama lisas e deixar as cores fortes e as estampas para os complementos como mantas, colchas, edredons e almofadas.

No chão, um tapete

Tapetes têm o poder de tornar o quarto muito mais aconchegante, especialmente se o revestimento do piso for frio (cerâmica, pedra ou porcelanato). Quando colocados sobre toda a extensão do chão, os tapetes ainda aumentam a sensação de amplitude do espaço, segundo o arquiteto Aquiles Nícolas Kílaris. Porém, no momento de escolher a tapeçaria, tenha em mente que os modelos estampados podem mudar radicalmente o visual do cômodo.

Para não errar combine as versões estampadas a móveis e objetos mais discretos. Tapetes lisos e de cores neutras, porém, vão bem com tudo. Por fim, se a sua preocupação é com a manutenção, opte pelos modelos de fios curtos, que acumulam menos pó e outros agentes causadores de alergias.

Reforme móveis

Cômodas, cabeceiras, criados-mudos ou cadeiras podem ganhar vida depois de reformados. E, muitas vezes, renovar apenas a pintura já é o suficiente. Agora, se você quiser mudar radicalmente, também é possível trocar o tecido do estofamento ou os puxadores do móvel por versões modernas, retrôs, extravagantes ou coloridas.

Outra ideia é revestir peças que tenham gavetas com tecidos ou papeis de parede, criando composições “patchwork”. Vai parecer que você comprou um novo móvel, superexclusivo! A técnica também pode ser combinada à pintura: aplique a tinta na parte externa e revista os interiores das gavetas com tecido ou papéis adesivos.

Dê uma nova cara para as janelas

Assim como os tapetes, as cortinas ou persianas aquecem o ambiente além de controlar a luminosidade natural. Outra utilidade desses objetos é a de camuflar, seja a vista interna (assegurar privacidade) ou externa (esconder uma vista indesejada).

Para cortinas, os modelos com duas camadas – forro com função blackout e superior esvoaçante, de tecido fino – são populares e ajudam a impedir a entrada de luz excessiva no cômodo. Se a opção for pelas persianas, prefira as feitas de tecido, mais “quentes”. Em qualquer um dos casos, porém observe com cuidado a cor do material. A arquiteta Flavia Machado, recomenda: “Evite cores intensas, pois quando a luz do sol bate, o quarto inteiro ganha o mesmo tom da cortina ou persiana”.

Instale prateleiras

As prateleiras são móveis baratos, versáteis e facilmente adaptáveis. Muito utilizadas na renovação de quartos, elas podem ser úteis para expor objetos de decoração e organizar itens pessoais, como livros e revistas.

Se a ideia é usar prateleiras para aparar peças decorativas no dormitório, opte pelas versões de cores neutras, que deixarão os objetos em destaque. “Agora, se a ideia for transformar a prateleira na estrela do quarto, então, vale investir em cores fortes e contrastantes, como o pink e o amarelo”, diz a arquiteta Flávia Machado. Para acertar a disposição dos móveis, pense na composição geral do quarto e, se o ambiente servir a um jovem, por exemplo, vale também brincar com a arrumação em níveis, de forma geométrica.

Objetos afetivos

Por fim, as fotos pessoais, as lembranças de viagens e de outros momentos importantes podem e devem compor a decoração. Além de deixarem o quarto descolado, esses detalhes ajudam a dar mais identidade ao ambiente.

E não estamos falando apenas de fotos posadas, com a família e os amigos. Imagens de paisagens, por exemplo, ficam lindas quando ampliadas e fixadas na parede, em uma bela moldura. Também é possível – e muito simples e eficaz – espalhar porta-retratos coloridos pelo quarto ou montar um mural de fotos, tente!

Fonte: http://goo.gl/k53Vai

Dicas de como organizar o espaço de sua cozinha

3_armanda_header_20_02

A cozinha hoje além de ser o local de preparo dos alimentos, também costuma ser o palco de diversas outras atividades domésticas.

Mas independente do uso, é necessário deixar o ambiente pronto e organizado, começando pela disposição correta dos móveis, utensílios e eletrodomésticos.

Geladeira, pia e fogão

A geladeira, a pia e o fogão devem estar próximos, de modo que os alimentos possam ser rapidamente transportados de um lugar para o outro durante e após a arrumação.

Mas, leve em conta que os eletrodomésticos geradores de calor não devem ter contato com geladeiras e freezers para economizar energia.

Utensílios

A proximidade destes três itens facilita a divisão de sua cozinha em três unidades imaginárias:

1. A área de armazenamento dos alimentos;

2. A de preparo;

3. A de cozimento.

Pense no espaço que você tem para cada uma das atividades exercidas na cozinha e das coisas que precisa para cada uma.
Os utensílios devem estar próximos de onde são usados.

Avalie o espaço que tem de armários, paredes e teto e utilize esse potencial. Disponha em pontos da parede próximos ao fogão e a pia, ganchos que recebam panelas e utensílios, assim eles podem ser localizados rapidamente. Instale prateleiras onde outros utensílios podem ser colocados.

Armário

Mas se você gosta do visual de seu armário e não pensa em mudar, existe a possibilidade de se fazer uma reforma interna, pedindo a instalação de gavetões para as panelas e divisórias específicas para as demais categorias de utensílios.
Além disso, pode-se modificar a altura do móvel, que preferivelmente deve se estender do chão até o teto, evitando acúmulo de poeira nas extremidades superior e inferior.

Se a madeira for muito fina, restringindo as possibilidades de modificação, pode-se simplesmente utilizar caixas transparentes de PVC para as panelas e organizadores para os talheres.

Microondas

Se há pouco espaço considere a idéia de embutir o forno microondas.
Você pode ainda instalá-lo em um suporte corrediço com gavetas ou prateleiras que acomodariam objetos como livros de culinária, medidores, abridores de lata e garrafa e saca rolhas.

Mesa

Se a sua cozinha é também o lugar onde acontecem as refeições, providencie – especialmente para ambientes pequenos – mesas acopladas à parede ou aos armários, de modo que possam ser recolhidas após o uso, desestimulando o acúmulo de objetos em sua superfície.

Uma mesa de qualquer modelo, bem como um armário feito com a ajuda de um arquiteto e um marceneiro, podem ser o melhor caminho para a organização, já que esses móveis terão o espaço adequado e serão divididos de acordo com as quantidades de peças presentes na cozinha do cliente.

O único contratempo dessa opção é o prazo de entrega, geralmente superior, se comparado ao dos móveis comprados em lojas.
Quanto ao preço, há compatibilidade entre as duas opções.

Botijão de gás

Durante a arrumação da cozinha, lembre-se de reservar um local arejado para os botijões de gás para garantir maior segurança aos moradores no caso de vazamento.

Fonte: http://goo.gl/42d9N6

Newsletter

Receba nossas novidades e promoções por email